Digratis #4 – Fistful of Frags. Um CS estilo western.

Continuando nossa série digratis, trazemos a recomendação de mais um título gratuito e meio obscuro na biblioteca da Steam. Se você gosta de jogos de tiro e de filmes de velho oeste, aqui vai uma pedida ideal pra você. Fistful of Frags é um FPS multiplayer gratuito situado no velho oeste.O game é bem diferente de um Fps convencional. As armas são lentas e pouco eficientes, a única maneira de eliminar os adversários de forma  garantida é buscar sempre o headshot. Isso acaba tornando o game um pouco frustante no começo, principalmente para aqueles não habituados a jogos de tiro. Mas aos pouquinho é natural que  o jogador pegue as manhas de como se movimentar nos mapas, onde se posicionar e aos poucos vai garantindo os primeiros acertos. Não demora muito para que o game comece a te prender logo que as primeiras kills vão pipocando.

Os mapas são pequenos, e não apresentam muita variedade. Geralmente se resumem a dois casarões onde os players transitam na trocação de tiros. Alguns incluem pequenos detalhes, como a musiquinha de piano em um saloon ou um trem que periodicamente atravessa o mapa e por alguns instantes se torna um ponto de cover ou uma armadilha caso você esteja nos trilhos.

As armas se resumem basicamente a pistolas, rifles e carabinas de cano curto. Armas de meele também estão disponíveis e incluem um machado, soco inglês ou os próprios punhos ou botas do personagem. O arsenal também inclui arco e facas para arremesso.

O personagem pode recuperar seus pontos de vida dando goles nas diversas garrafas de whiskey espalhadas pelo cenário que por alguns instantes deixam o jogador grogue e com a mira prejudicada.

O game inicialmente surgiu como um mod de Half Life em 2007, e por isso utiliza a Source engine. A versão da Steam foi lançada oficialmente em 2014, seguindo a tradição da Valve como apoiadora e divulgadora da comunidade de Mods.

No geral Fistful of Frags é um fps old school, e lembra bastante o feeling de titulos como Quake, por ter uma jogatina rápida, não tão precisa mas bem dinâmica, e acima de tudo é bem divertido como seus antecessores.

Provavelmente é um que jogo que não faz o estilo de todo mundo, mas com certeza vale a pena ao menos dar uma conferida.

Confira a pagina do game na Steam clicando aqui.

Sobre Anderson Souza

Anderson Souza

Estudante de Biomedicina, admirador de jogos e vagabundo semi profissional.

Veja Tambem

Vem aí o Brasil Game Jam em sua primeira edição carioca!

Já estão abertas as inscrições para o Brasil Game Jam, maratona para desenvolvimento de jogos …