Digratis #5 – Spelunky Classic

Já havíamos mencionado em posts anteriores da série ”Digratis” o quanto os jogos free tem evoluído nos últimos anos. Muitos jogos com esse modelo podem rivalizar tranquilamente com suas contrapartes pagas, principalmente em aspectos técnicos como gráficos e jogabilidade. Basta ver games como Warframe que oferecem uma experiência visualmente muito interessante aliada a uma jogabilidade dinâmica.Mas também não podemos esquecer daqueles jogos mais simples, que seguem uma abordagem mais direta e tem como objetivo nada mais nada menos do que matar um tempinho descompromissado.

Hoje iremos recomendar um game que segue essa filosofia. Um pequeno joguinho retro, leve como uma pena, de uma simplicidade característica da era dos 16-bit, mas que ainda sim pode cativar o jogador  por algumas horinhas. Trata-se de Spelunky.

O game criado por Derek Yu é quase uma sequência de Spelunker, um antigo game lançado para NES onde um explorador se aventura na profundezas de uma caverna enfrentando perigos em busca de tesouros. De fato a premissa é a mesma em ambos os games porém a versão revisitada de Yu apresentada uma jogabilidade mais bem refinada.

É  um game de plataforma onde o jogador deve desviar de diversas armadilhas e inimigos como cobras, aranhas, fantasmas, homens das cavernas e etc. O objetivo é chegar até o final de cada fase enquanto se coleta o máximo de tesouros possíveis ou se salva alguma donzela em perigo. O jogador pode contar com a ajuda de algumas armas e ferramentas que podem ser encontradas ou compradas em diversos pontos nos mapas.

Cada novo estágio é uma nova caverna gerada randomicamente com ambientes altamente destrutíveis, oque dá ao game certa dose de variedade e desafio. O game te dá um bom número de possibilidades pra cumprir os objetivos. Um bom exemplo é que você pode utilizar bombas para quebrar paredes abrindo passagens ou então resgatar pepitas de ouro presas em pedras.

Spelunky não é um game fácil, as mortes são frequentes e não tem nada de continue ou save state meu amigo, se morrer tudo volta pro inicio.O game não  possui enredo, cutscenes ou qualquer tipo de recurso narrativo que acompanhe a jogatina. É um game bem oldschool, onde o único objetivo é se aprimorar aprendendo os padrões de armadilhas e inimigos e tentar obter a melhor pontuação enquanto se chega mais o longe possível.

O game recebeu uma versão HD que pode ser adquirida na Steam clicando aqui. Entretando a versão original pode ser baixada gratuitamente no site oficial, confira clicando aqui.

É um game simples, mas bem cativante que roda até em calculadora. Se você esta procurando um joguinho pra matar tempo essa é a opção ideal.

Sobre Anderson Souza

Anderson Souza

Estudante de Biomedicina, admirador de jogos e vagabundo semi profissional.

Veja Tambem

Vem aí o Brasil Game Jam em sua primeira edição carioca!

Já estão abertas as inscrições para o Brasil Game Jam, maratona para desenvolvimento de jogos …

  • tenho quase 600 horas na versão HD
    recomendo demais

    • Anderson

      Muito bom né? Não cheguei a pegar a versão HD mas gastei um bom tempo na clássica kkk