Plataforma 2.0 #1 – Crise de Identidade

No ar o primeiro episodio do Plataforma 2.0!

Tamanho: 56,8 MB  |  Duração: 62 min  |  Tema: Crise de Identidade

Host e Editor: Nissin Lemos
Integrantes : Berg’s e Anderson Souza

 

Email: contato@plataformageek.net
Facebook: Plataforma Geek
Twitter: @Plataforma_Geek
Instagram: @Plataformageeknet
Feed do Podcast: Clique Aqui!
Itunes: PlataformaCast no Itunes

Entre também nos nossos grupos:
Plataforma Geek no Facebook

Ouvintes do PG no Telegram
PADRIM DO PG!

Sobre Nissin Lemos

My name is Peter Parker, and I've been Spider-Man since I was fifteen years old.

Veja Tambem

Papo Delas #EXTRA – Comentando os comentários (Julho)

Chegou! O Papo Delas EXTRA para os padrinhos e comentadores do Plataforma Geek. Cafeína , Patsy e Ingrid recebem …

  • Clemerson R Campos

    FIcou foda!

    • Nissin Lemos

      Valeu mano! Tamo junto!!!

  • Eu tive a mesma crise que o Bergs descreveu quando tinha 29.
    Eu até coloquei um comentário parecido no Papo Delas. Por nunca ter sido bonito, sempre me disseram que eu era inteligente. Sempre me contaram que eu me destacava nisso e eu realmente acreditei. Não falo com arrogância, não era desta forma. Eu sentia que era esta minha habilidade e que eu iria longe. Com 29 eu vi que minha vida era exatamente a mesma desde os 19 (com exceção de que agora eu morava com minha esposa e não com o cara que me via dormir [Xorume 101]) .
    Vivia de aluguel, trabalhava muito mais do que deveria, estudava. Tudo o que eu havia planejado naqueles 10 anos tinha sido inútil. Eu comecei a me cobrar: “ano que vem eu faço 30. E hoje eu sou um merda.”
    Minha cabeça ficou cheia demais com isso. Eu queria achar alternativas, caminhos que talvez não tivesse visto. Cheguei ao ponto de, nos anos seguintes, estafar. Eu cheguei ao ponto de não conseguir ler um texto ou ver um filme. Eu entendia enquanto lia, mas não lembrava do que tinha acabado de ver. Isto, segundo a psiquiatra que relutantemente procurei à época, era uma espécie de depressão. Eu precisava descansar.

    Eu precisava ver que gostar de pensar me faz uma pessoa normal. Eu era apartado da sociedade não por nada, mas eu apartava os outros tbm. Era só olhar pro lado e ver que meus amigos que estavam melhor estavam todos no mesmo estágio que eu. Foi importante.

    A partir dali, passei a fazer exatamente como o Berg’s disse. Um dia de cada vez. Se der tudo certo, eu tô feliz. Se der errado, tá tudo bem, depois a gente se acerta. A vida é feita de acertos e erros e não existe uma rédea que a gente realmente possa tomar. A vida não é um carro.

    Você fez um curso de sei lá o que, manja muito mas nunca precisa usar na sua empresa e nem na sua vida? Tudo bem. Um dia será útil. Acabo de fazer um trabalho de um conhecimento que adquiri em 2000. Demorou 17 anos pra conseguir usar e foi útil.

    Adorei o novo formato. Eu gosto do Nissin falando sem tema. E aliás, eu ri demais da indicação do jogo.

    • Cara, ver os seus amigos de escola/faculdade conquistando várias paradas e vc estagnado é tenso, mas respirar e perceber que ninguém vai conseguir tudo que quer, da um alivio tremendo. UM DIA DE CADA VEZ MANO!!!

  • Saudades dessas crises com 20 e tantos anos… :/